Pesquisar

As ruas mais antigas do país

Na Citânia de Briteiros, num castro que terá recebido os primeiros habitantes por volta de 700 anos antes de Cristo, encontramos o que pode ser um dos primeiros sistemas de ruas do nosso país. Pavimentadas com pedra e em esquema ortogonal, pretendiam facilitar o trânsito de pessoas e animais, evitando que se afundassem na lama, naquela que é a uma das zonas mais húmidas do país.

O castro foi habitado pelo menos entre 700 a.C. e 200 d.C, havendo ainda  notícias de ocupação pontual durante o período medieval. Um dos aspectos que mais surpreende os visitantes é o complexo de ruas, que terá sido  implementado na sequência de uma reorganização urbana em finais do século II a. C..

Na Citânia terão vivido cerca de três mil pessoas ainda antes da chegada dos romanos e o espaço, devido à sua dimensão e organização, é apontado com um dos mais importantes testemunhos da cultura castreja no nosso país.

Curiosamente, o complexo conta com um sistema de drenagem de água de chuva e outro de transporte de água limpa, mas não terá tido a capacidade de receber carros de tração animal. As ruas não só não têm largura suficiente para isso, e os arqueólogos não encontraram sinais de desgaste nas pedras resultantes da passagem dos rodados.

  • Temas: História
  • Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Ruas com História e Memória - Ep.1
  • Tipo: Extrato de programa
  • Autoria: António de Almeida Lopes
  • Produção: RTP
  • Ano: 2018

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui