Bernardino Machado, Presidente vítima de dois golpes
Ensino:

Bernardino Machado (1851-1944) foi eleito duas vezes Presidente da República (1915 e 1919). Nunca completou qualquer mandato surpreendido por golpes de estado levados a cabo, primeiro, por Sidónio Pais e, depois, por Mendes Cabeçadas e Gomes da Costa.

Professor catedrático da Universidade de Coimbra, demite-se do cargo em protesto contra a ditadura de João Franco.

É membro do movimento republicano desde os princípios do século XX.

Integra o Governo provisório presidido por Teófilo Braga, logo após a implementação da República.

Perde para Manuel de Arriaga a primeira eleição à presidência da República.

Vai ser eleito duas vezes para o cargo, mas nunca completará qualquer dos mandatos. Da primeira vez será derrubado pelo golpe conduzido por Sidónio Pais em 1917. Em 1926 é o presidente quando Mendes Cabeçadas e Gomes da Costa derrubam a I República.