Pesquisar

Boias oceanográficas, as meteorologistas do mar

A subida do nível do mar e a erosão costeira são apenas alguns dos perigos das alterações climáticas. O litoral norte de Portugal e a Galiza, em Espanha, são zonas particularmente sensíveis que se juntaram para reforçar previsões que possam evitar males maiores. Tudo passa por dados recolhidos no mar através um sistema de boias.

O projeto MarRisk ajuda a perspectivar um futuro mais seguro para as zonas costeiras do norte de Portugal e da Galiza. Conhecer de antemão os riscos provocados pelo mar, associados às alterações climáticas e à sua previsível evolução, permite assegurar uma resposta atempada às autoridades públicas e à sociedade civil para qualquer situação de catástrofe.

A capacidade de avaliar riscos como a erosão, os danos de infraestruturas e as inundações nas áreas costeiras é o grande objetivo. Riscos que já existem, mas as previsões são de que a intensidade e a duração de muitos fenómenos extremos vão agravar-se e tornar-se mais constantes.

A recolha de dados como a da medição de correntes, níveis de salinidade e temperatura da água é a base de todas das previsões e é feita por um sistema de boias espalhadas pela euroregião marítima Galiza-Norte de Portugal. Um projeto financiado quase na totalidade pela União Europeia.

Ficha Técnica

  • Título: De Lisboa a Estocolmo - episódio 3
  • Tipo: Extrato de Programa
  • Autoria: Ana Romeu / Pedro Mateus
  • Produção: RTP
  • Ano: 2021

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui