Comer algas sem dar por nada
Ensino:

Ao longo de um ano estima-se que cada um de nós consuma cerca de quatro quilos de algas. Para quem não está habituado a vê-las no prato talvez pareça um excesso, mas a verdade é que as algas podem estar na comida, mesmo quando não as vemos lá.

Nas embalagens de comida que compramos amiúde, muitas vezes não reparamos com atenção em tudo o que compõe o produto que pagamos.

A verdade é que as algas são usadas a nível industrial para usos dos quais, muitas vezes, o consumidor não se dá sequer conta. É o que acontece de cada vez que consomes pudins, gelatinas  ou gelados, entre outros, que tenham na sua composição E 407: isso indica a presença de um elemento extraído de algas.

Apostamos que da próxima vez que comprares uma embalagem de comida vais ter muito mais curiosidade em tentar perceber o que estás mesmo, mesmo a comer!