Pesquisar

Memórias da guerra do ultramar

Noventa por cento da população jovem masculina do país foi mobilizada para a Guerra do Ultramar, que causou cerca de 10 mil mortos e 20 mil inválidos entre os soldados e mais de 100 mil vítimas entre os civis que viviam nas colónias.

As imagens da Guerra do Ultramar fazem parte da memória coletiva da sociedade portuguesa nas últimas décadas, pela sua divulgação em orgãos de comunicação social, exposições ou mesmo por razões de herança familiar. São muitas as fotografias das despedidas, das partidas de comboio ou de navio. Não faltam também testemunhos visuais vindos dos teatros de operações de um conflito que começou em Angola mas que rapidamente se estendeu a outras colónias.

Destes territórios, a Guiné foi considerado por muitos como um dos mais complicados palcos de conflito que as tropas portuguesas enfrentaram.  Foi neste difícil cenário que o general  António de Spínola se viu obrigado a mudar a abordagem militar, investindo numa maior ligação às populações.

Memória Fotográfica é uma série documental onde as fotografias ganham vida com a presença do historiador que, agarrando neste ou naquele elemento da imagem, mostra como ocorreram episódios que marcaram a história portuguesa do século XX. Guerras, revoluções, intrigas, festejos, dramas, vitórias, líderes, derrotados e vencedores, de tudo se encontra nas fotografias que preservam parte da nossa memória coletiva. Elas retratam as mais diversas áreas e episódios da vida portuguesa do século passado.

Ficha Técnica

  • Título: Memória Fotográfica - A guerra do ultramar
  • Tipo: Programa
  • Autoria: Jorge Nunes, Miguel Montez Leal, Rui Tavares
  • Produção: RTP/ Panavideo
  • Ano: 2018

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui