Volta ao Mundo em Cem Livros
“Novas Cartas Portuguesas”, o livro que mais incomodou a ditadura
Ensino:

Três anos antes do 25 de Abril, três escritoras deram a volta ao regime com um livro. Não era um livro qualquer, mas um texto inovador com conteúdo revolucionário, a reclamar direitos para as mulheres, a denunciar os abusos, as violações e a violência que a ditadura procurava esconder. Quando se juntaram para construir uma teia de poemas, cartas, ensaios e contos, Maria Isabel Barreno (1939-2016), Maria Velho da Costa (1938-2020) e Maria Teresa Horta (1937), não podiam imaginar que o seu livro seria apagado pela censura e as levaria a tribunal. Mas, também por causa deste livro – Novas Cartas Portuguesas – o regime ficou exposto aos olhos do mundo e o caso das Três Marias foi considerado a primeira causa feminista internacional.

Que Portugal era este que destruiu um livro alegando ser “insanavelmente pornográfico e atentatório da moral pública”? Para encontrar o fio desta história, recuamos a 1971 com a jornalista Alexandra Lucas Coelho.

A poesia que escandalizou a censura e condenou Natália Correia
Veja Também

A poesia que escandalizou a censura e condenou Natália Correia

Novas Cartas Portuguesas: uma leitura obrigatória
Veja Também

Novas Cartas Portuguesas: uma leitura obrigatória

Temas

Ficha Técnica

  • Título: Volta ao Mundo em Cem Livros
  • Tipologia: Programa Literário
  • Autoria: Alexandra Lucas Coelho
  • Produção: RTP
  • Ano: 2021