O Maneirismo
Ensino:

Uma nova linguagem das formas surge em Itália no século XVI. O estilo conquista a Europa - todos querem "fazer à maneira dos grandes mestres". Foi a esta corrente que se chamou Maneirismo.

A harmonia do Renascimento Pleno é quebrada por este estilo que nasce com os pintores italianos quinhentistas. São seguidores dos mestres Rafael e Miguel Ângelo que, em algumas das suas obras, deixam transparecer os primeiros sinais de mudança.

O artista interroga-se, já não é só artífice que executa, é agora aquele que pensa e valoriza o seu trabalho individual. Maneirismo, que vem do italiano “maniera“, quer também dizer isso mesmo: a maneira, o estilo de cada autor. Mas no início, a designação assume um sentido pejorativo, de coisa artificial, de uma arte “amaneirada”.

A instabilidade política e social que atravessa a Europa reflete-se nos novos trabalhos: as composições são ambíguas, tensas, perturbadoras. As figuras humanas alongam-se, deformam-se, desafiando as regras das proporções clássicas. Aparecem rostos atormentados, cenas carregadas de dramatismo, cores exageradas e um visível gosto pelo bizarro. A utilização do nu é frequente neste período que tem em Tintoretto, Rosso Fiorentino e Pontormo, alguns dos seus pintores principais.

Em Portugal o estilo inspira e influencia autores relevantes que se debruçam sobre temas mais religiosos. António Campelo, Gaspar Dias e Gregório Lopes são nomes referenciados na peça, aos quais acrescentamos o de Cristóvão de Morais para aqui ilustrar a pintura Maneirista.

Cristóvão de Morais, retratista do rei mito
Veja Também

Cristóvão de Morais, retratista do rei mito

Na escultura e na arquitetura a herança do Maneirismo não será tão forte como na pintura. A estatuária ganha maior expressividade facial, movimentos mais contorcidos e sinuosos. As estruturas das igrejas, palácios e outros monumentos perdem a simetria e o equilíbrio clássicos. Introduzem-se escalas diferentes que acentuam irregularidades, dá-se preferência a espaços longitudinais, a decoração torna-se complexa, por vezes pesada.

Columbano Bordalo Pinheiro, mestre do retrato
Veja Também

Columbano Bordalo Pinheiro, mestre do retrato

Arquitetura romântica no Palácio de Monserrate
Veja Também

Arquitetura romântica no Palácio de Monserrate

 

Temas

Ficha Técnica

  • Título: Magazine de Artes Visuais
  • Tipologia: Extrato de Programa
  • Produção: Produção Zebra
  • Ano: 1995