Pesquisar

O massacre de Badajoz

Badajoz foi bombardeada pela artilharia e pela aviação durante vários dias até ser conquistada. Ocupada a 14 de agosto de 1936 pelas tropas nacionalistas, a cidade seria o palco de um massacre de vários milhares de pessoas.

Ainda hoje não se sabe quantas pessoas foram mortas após a entrada das forças nacionalistas em Badajoz e o número de vítimas varia, segundo fontes diferentes, entre as duas e as quatro mil. Uma chacina que daria o mote para  a crueldade que marcou a guerra civil de Espanha até ao seu final em 1939.

O avanço dos nacionalistas para norte assinalou também o desaparecimento de um dos poetas andaluzes mais conhecidos de sempre. Garcia Lorca foi morto a tiro e enterrado num vala comum onde ainda hoje se encontra.

Testemunha do que aconteceu em Badajoz foi o jornalista português Mário Neves enviado pelo Diário de Lisboa para acompanhar os combates. Aquilo que viu em solo espanhol marcou-o para toda a vida.

Ficha Técnica

  • Título: Massacre de Badajoz
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Ana Luísa Rodrigues/ Jacinto Godinho
  • Produção: RTP
  • Ano: 2016

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui