Pesquisar

Os "clichés" de guerra de Arnaldo Garcez

As primeiras tropas do Corpo Expedicionário Português (CEP) chegaram a Brest, em França, no dia 26 de janeiro de 1917. Foi o início da participação das tropas nacionais no conflito europeu que terminaria em novembro de 1918 depois de terem sofrido mais de mil mortos e vários milhares de feridos e prisioneiros.

O fotografo português convidado para acompanhar o CEP foi Arnaldo Garcez que, em centenas de “clichés” (como então se chamavam  as fotografias), revelou a forma como os militares viviam e combatiam nas trincheiras de uma guerra que matou cerca de 18 milhões de pessoas.

As imagens, que ainda hoje constituem um dos principais testemunhos da atividade do CEP na guerra europeia, foram publicadas em revistas e jornais, mas também em meios de propaganda a favor da presença militar na frente franco/alemã.

Memória Fotográfica é uma série documental onde as fotografias ganham vida com a presença do historiador que agarrando neste ou naquele elemento, mostra como ocorreram episódios que marcaram a história portuguesa do século XX. Guerras, revoluções, intrigas, festejos, dramas, vitórias, líderes, derrotados e vencedores, de tudo se encontra nas fotografias que preservam parte da nossa memória coletiva. Elas retratam as mais diversas áreas e episódios da vida portuguesa do século passado.

Ficha Técnica

  • Título: Memória Fotográfica - Tropas portuguesas em França na I Guerra Mundial
  • Tipo: Programa
  • Autoria: Jorge Nunes, Miguel Montez Leal, Rui Tavares
  • Produção: RTP/ Panavideo
  • Ano: 2018

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui