Visita Guiada pela história da escravatura em Portugal
Ensino:

A partir do século XVI encontramos em Lisboa escravos negros em todas os tipos de trabalhos, muitas vezes lado-a-lado com assalariados livres. O escravo é visto, nesta altura, como uma comodidade que se compra, vende ou aluga, havendo senhores que arrendam os seus cativos para o desempenho de actividades pontuais ou sazonais.

Da casa à manufactura, dos polos industriais aos portos, a importância da escravatura é essencial para entender a economia da época. Em alguns momentos chegou a representar dez por cento da população da capital mas, normalmente, era um pouco menos do que isto em termos estatísticos. Noutras zonas do país a sua presença não era tão notada.

O regime de escravidão está associado a elementos de violência física, psicológica e sexual. O escravo sujeitava-se a totalmente à vontade do senhor, que tinha sobre ele todos os poderes e beneficiava de todos os lucros que pudesse gerar.

Nesta Visita Guiada vamos conhecer a Lisboa dos escravos, especialmente os de origem africana, que começaram a chegar após o início da expansão portuguesa iniciada no século XV. Por guia temos Arlindo Manuel Caldeira, historiador e autor de livros e artigos sobre esta temática.

 

Temas

Ficha Técnica

  • Título: Visita Guiada - Escravatura africana em Portugal continental
  • Tipologia: Programa
  • Autoria: Paula Moura Pinheiro
  • Produção: RTP
  • Ano: 2019