Pesquisar

Centro de interpretação de arte rupestre do vale do Tejo

Localizado em Vila Velha de Rodão, o Centro de Interpretação de Arte Rupestre do Vale do Tejo reúne vestígios de uma das mais importantes zonas de arte rupestre do país.

No centro de interpretação podem encontrar-se os mais significativos testemunhos descobertos no Vale do Tejo, onde, após a construção da barragem do Fratel, apenas cerca de 20 por cento das imagens ficaram acima do nível da água.

As mais antigas imagens rupestres a céu aberto estão localizadas em Foz Coa, sendo que as do Vale do Tejo surgem logo a seguir em termos cronológicos. A raridade deste tipo de vestígios noutras partes do mundo já despertou o interesse internacional neste conjunto.

Esta grande concentração de gravuras, com figuras zoomórficas, antropomórficas, astrais e geométricas, visíveis em cerca de 1500 rochas das margens do Tejo, espalha-se ao longo de cerca de 40 km, especialmente entre os embarcadouros dos afluentes do Sever e do Ocreza.

  • Temas: Artes, História
  • Ensino: 2º Ciclo, 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Centro de Interpretação de Arte Rupestre do Vale do Tejo
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: António Nunes Farias
  • Produção: RTP
  • Ano: 2012

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui