Pesquisar

O gene que organiza os orgãos internos

Uma equipa do Instituto de Medicina Molecular de Lisboa descobriu o gene responsável pela “arrumação interna” dos órgãos durante o crescimento embrionário. Uma descoberta importante que poderá ter aplicações diversas no futuro.

O gene descoberto determina o comprimento dos cílios – pequenas protuberâncias presentes nas paredes de uma espécie de bolsa embrionária – que são determinantes para a organização interna dos diversos órgãos do corpo. É através da sua ação que órgãos como o fígado ou o pâncreas vão ocupar posições que permitem a viabilidade dos vertebrados.

Quando os cílios são curtos ficam incapazes de cumprir a sua função, podendo não colocar os órgãos nos locais certos, situação que coloca em risco a vida.

Este estudo, que utilizou peixes-zebra como modelo biológico, poderá ajudar a compreender e até corrigir doenças relacionadas com a posição dos órgãos internos do corpo, nomeadamente, as “heterotaxias” e o “situs inversus”, casos em que os órgãos internos estão posicionados de forma aleatória ou invertidos no corpo.

Ficha Técnica

  • Título: Descoberto gene que arruma orgãos internos
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Vasco Trigo
  • Produção: RTP/ Terra Líquida Filmes
  • Ano: 2011

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.