Pesquisar

Um like que te pode desmanchar o smile

Um like, uma resposta a uma mensagem de quem não conhecemos e a nossa vida pode dar uma volta de 180 graus. Gestos aparentemente inocentes que podem tornar os nossos amigos, nos nossos piores inimigos. Porque as redes chegam onde a vida real não chega: a todo o lado. E são cada vez mais montras de agressividade, perseguição e manipulação.

A grande reportagem, “Queimados na Rede”, do programa “Linha da frente” aborda a temática das redes sociais e a forma como estão a influenciar o comportamento das pessoas. Quem as usa e com que intuito? É frágil a linha que separa a opinião, a calúnia e a manipulação.

As redes sociais podem ser o nosso maior inimigo. Podem mesmo destruir-nos a vida. Criam-se perfis falsos, manipulam-se notícias e difama-se.

Mas o que se escreve nas páginas pessoais pode vir a ser considerado crime? E em que medida cada um de nós é responsável por abrir, sem muito cuidado, “a porta de sua casa”? Em média, nos últimos anos, a Polícia Judiciária recebeu mais de mil casos de crimes informáticos por ano que dizem respeito à prática de várias atividades ilegais nas redes.

Nesta reportagem os testemunhos de quem teve de recorrer às autoridades policiais ou simplesmente retirar-se das redes sociais para poder voltar a ter uma vida normal, como é o caso do humorista Nuno Markl ou da apresentadora de televisão Filomena Cautela.

Ficha Técnica

  • Título: Linha da Frente - Queimados na Rede
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Sandra Salvado / Pedro Mateus / Samuel Freire
  • Produção: RTP
  • Ano: 2019

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui