Pesquisar

Uma história da PIDE

A Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE) foi criada em 1945 tendo como principal objetivo a prevenção e proteção dos crimes contra a segurança do Estado. No essencial defendia o regime do Estado Novo utilizando todos os meios ao seu alcance.

A polícia política existiu desde a fundação do Estado Novo, com a criação da Polícia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE) logo nos primórdios do regime. Após o final da II guerra mundial foi alterada a nomenclatura daquela força, apesar de a forma de atuação e de os seus poderes continuarem muito semelhantes.

Nova mudança aconteceu em 1969 quando se extinguiu a PIDE, nascendo a Direção Geral de Segurança (DGS). Apesar desta refundação, ocorrida durante o Marcelismo, os serviços continuariam a ser conhecidos pela junção das duas siglas: PIDE/DGS.

Neste trabalho produzido em 1990, encontra uma reportagem com a história da PIDE, entrevistas com Manuel José Cunha, último diretor da DGS no Porto, e Francisco Pinto Balsemão que, na fase final da ditadura, pertenceu à ala liberal do partido da Ação Nacional Popular e realizou uma visita à prisão de Caxias.

Ficha Técnica

  • Título: História da PIDE
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Cândido Azevedo
  • Produção: RTP
  • Ano: 1990

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui