“Crime e Castigo”, de Fiódor Dostoiévski
Ensino:

Há neste romance do escritor russo do século XIX culpa e redenção. Na figura de um estudante que vive na miséria, Dostóievski define a alma humana. Das profundezas do abismo à consciência moral, eis "Crime e Castigo", o livro que aqui tem resumo breve.

Raskólnikov é a inquietante personagem de “Crime e Castigo”,  romance publicado em 1866, um dos primeiros da moderna literatura russa. A viver na pobreza que Fiódor Dostóievski tão bem conhece, o jovem premedita matar, e ao fazê-lo consome-se no seu pecado maior.

Esta análise moral do comportamento humano está presente nas novelas do escritor russo, ele que se debruça sobre os mistérios da alma carregando em si as experiências dolorosas de um exílio de trabalhos forçados na Sibéria. Nesta história outro escritor encontrou motivo para múltiplas leituras. É Rui Cardoso Martins que fala deste que é um dos livros da sua vida. E explica porquê.

 

“O Primeiro Homem”, obra póstuma de Albert Camus
Veja Também

“O Primeiro Homem”, obra póstuma de Albert Camus

Campos de concentração soviéticos: o Gulag de Aleksandr Soljenítsin
Veja Também

Campos de concentração soviéticos: o Gulag de Aleksandr Soljenítsin

 

 

Temas

Ficha Técnica

  • Título: Ler +. Ler Melhor - Fiódor Dostoiévksi
  • Tipologia: Extrato de Magazine Cultural
  • Produção: Filbox produções
  • Ano: 2013