Linha da Frente
E Se Nós, Animais, Falássemos?
Ensino:

Terão os porcos, as vacas, as ovelhas ou os frangos níveis de consciência que lhes permitam identificar o sofrimento, a alegria, a empatia, o medo? A ciência garante que sim. E que diferença tem feito para o ser humano ter conhecimento dessa capacidade?

Os animais que levamos para o prato têm perceções idênticas às dos que nos fazem companhia e às das pessoas. São seres sencientes, o que significa que têm sensações e sentimentos de forma consciente (Declaração de Cambridge, 2012). Ainda assim a maioria de nós não olha da mesma forma para um cão ou para um porco. Na cultura dos países ocidentais seria impensável comer um gato, já para os hindus é um pecado tocar numa vaca.

Mas não é apenas a cultura ou a religião que altera a nossa forma de tratar os animais. A industrialização alimentar tem um papel fundamental na matéria. O aumento do consumo de carne, muito sustentado em preços baixos, tem gerado um crescente fluxo de produção, transporte e abate de animais de pecuária. E em que condições tudo isto é realizado?

De olhos vermelhos e pelo branquinho
Veja Também

De olhos vermelhos e pelo branquinho

A União Europeia tem regras bem definidas sobre o bem-estar animal. Tanto para o gado, como para os bichos de estimação e também sobre o uso de animais para fins científicos. Como é feita a abordagem à consciência destes seres em Portugal é o que se reflete nesta reportagem, com imagens inéditas de um mundo resguardado dos olhos do consumidor.

Animais selvagens e uma ameaça chamada veneno
Veja Também

Animais selvagens e uma ameaça chamada veneno

Temas

Ficha Técnica

  • Título: Linha da Frente - E Se Nós Falássemos, temporada 23 - episódio 8
  • Tipologia: Reportagem
  • Autoria: Mafalda Gameiro / Paulo Jorge / Carlos Pinota / Guilherme Brízido
  • Produção: RTP
  • Ano: 2021