Fuzileiros localizam português em Moçambique
Ensino:

Uma unidade de Fuzileiros da Marinha portuguesa, deslocada para Moçambique em missão humanitária, foi fundamental para localizar um cidadão português que se encontrava sem dar notícias à família duas semanas depois da passagem do ciclone Idai.

Os quatro elementos dos fuzileiros navais deslocaram-se dezenas de quilómetros, por rios e áreas ainda alagadas sob efeito do ciclone, até encontrarem o português que se encontrava numa propriedade no interior sem qualquer possibilidade de estabelecer contacto com a família ou com as autoridades.

Estes militares estavam inseridos numa missão militar com representantes de vários ramos das forças armadas enviados para Moçambique com a missão de apoiar as populações após o ciclone que causou extensa destruição no norte do país.

O português localizado era José Arsénio Fonseca, de 71 anos, que esteve sem dar notícias à família entre os dias 14 e 27 de março de 2019. Este cidadão chegou a Moçambique em 1962 e ficou no país após a independência, organizando a ali a vida e criando 12 filhos.

Temas

Ficha Técnica

  • Título: Português Resgatado em Moçambique
  • Tipologia: Reportagem
  • Autoria: Cândida Pinto
  • Produção: RTP
  • Ano: 2019