Pesquisar

Museu de Arte Sacra do Funchal

A pintura de origem flamenga de grande qualidade, especialmente dos séculos XV e XVI, destaca-se na colecção de arte sacra do Funchal, num museu que reúne obras de pintura, escultura, ourivesaria e paramentaria dos séculos XV a XIX.

O tríptico de São Pedro, São Paulo e Santo André, da Matriz da Calheta, e o de Santiago Menor e São Filipe são algumas das peças que sobressaem entre as dezenas de pinturas de origem flamenga, grande parte das quais chegaram ao Funchal durante o auge da produção açucareira. Entre a joalharia da mesma origem salienta-se uma bandeja de prata dourada do início do século XVI, originária de Antuérpia.

O museu possui igualmente alguma pintura portuguesa, como o Ecce Homo e a Ascensão de Cristo, do século XVI, atribuídos a Fernão Gomes, e as Onze Mil Virgens, de Martin Conrado.O tesouro da Sé Catedral do Funchal, com a Cruz Processional, de prata dourada, oferecida pelo rei D. Manuel I, data da segunda década do século XVI e merece atenção especial quando nos referimos a ourivesaria.

Este programa integra a série “Em Busca do Museu Desconhecido”, na qual a RTP efetua uma viagem por todo o país, mostrando espaços museológicos menos conhecidos do grande público.

Ficha Técnica

  • Título: Em Busca do Museu Desconhecido - Museu de Arte Sacra do Funchal
  • Tipo: Programa
  • Autoria: Margarida Metello/ Sofia Leite
  • Produção: RTP
  • Ano: 2020

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui