Pesquisar

Profissões noturnas

Durante a noite e enquanto a maioria das pessoas dorme, há outras que trabalham para assegurar um conjunto de serviços ou produtos necessários para garantir a normalidade dos que fazem a vida durante o dia. Vamos descobrir o que revelam um padeiro, um piloto de longo curso e um médico das urgências sobre a forma como gerem a vida e o sono de forma quotidiana.

Luis Domingos é padeiro há vários anos e tem a sua rotina de sono definida há muito. Quando sai do trabalho, ao fim da manhã, almoça e dorme algumas horas. Ao fim da tarde tenta estar com família e jantar com eles, voltando para cama até às duas da manhã, altura em regressa ao trabalho. Trata-se de um quotidiano que não alteraria.

O mesmo acontece com  Luis Duarte Costa, médico nos serviços de urgência do Hospital da Luz, em Lisboa, onde faz turnos de 24 horas. Tal como os colegas, descansa algumas horas durante o serviço ou seria impossível assegurar qualidade nas decisões médicas e no atendimento dos pacientes. Reconhece, no entanto, que os turnos afetam o seu estado de espírito dias após os ter realizado.

Miguel Ramalho, por seu lado, é piloto de longa duração, realizando voos intercontinentais. Nestas viagens são essenciais algumas horas de descanso, que ocorrem num compartimento especial existente no aparelho. Mas, apesar destes períodos de descanso nas  viagens e entre elas, o regresso à normalidade nunca é imediato.

Ficha Técnica

  • Título: Fronteiras XXI - Profissões nocturnas
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Joana Machado
  • Produção: RTP
  • Ano: 2020

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui