Pesquisar

A história da CEE

A União Europeia teve as suas raízes no pós segunda guerra mundial, quando se começou a apontar a necessidade de criar uma estrutura política que garantisse a estabilidade no continente.

A ideia de uma união de países europeus, como forma de garantir a estabilidade no continente, surge logo após a segunda guerra mundial. Winston Churchill, antigo primeiro ministro britânico, é o primeiro a referir essa possibilidade, em 1946.

No princípio dos anos 50 a ideia é retomada. Devido à guerra fria, os países ocidentais pretendem que a Alemanha volte a ter alguma autonomia política e social. Teme-se, no entanto, a possibilidade de o país voltar a representar uma ameaça para as restantes nações.

Ganha força a criação de uma união de países, com direitos e deveres comuns, que se abrem ao bem comum, assegurando a liberdade de circulação de pessoas, mercadorias, serviços e capitais.

É assim que nasce, em 1951, a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço que, sete anos depois, e na sequência do Tratado de Roma, se transforma na Comunidade Económica Europeia, antecessora direta da atual União Europeia.

Ficha Técnica

  • Título: Retrospectiva do Histtória da CEE
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Fernando Balsinha
  • Produção: RTP
  • Ano: 1990

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.