Pesquisar

"Amor de Perdição", de Camilo Castelo Branco

O romance proibido de Simão Botelho e Teresa de Albuquerque, com Mariana da Cruz a formar um triângulo amoroso com final trágico, é inspirada na vida do próprio autor, Camilo Castelo Branco, também ele protagonista de um amor impossível.

«Escrevi o romance em 15 dias, os mais atormentados da minha vida.”, confessou Camilo Castelo Branco no prefácio à segunda edição de “Amor de Perdição”. A história relata a paixão entre Simão e Teresa, filhos de famílias inimigas, que preferem morrer a desistir do amor que os une. Mariana, que nutre um amor não correspondido por Simão, segue-o na morte.

Esta versão portuguesa de “Romeu e Julieta” é uma confissão de revolta do próprio Camilo Castelo Branco, preso durante um ano, por se ter envolvido num amor proibido com uma mulher casada.

Uma das mais eternas histórias de amor da literatura portuguesa, é um apelo à liberdade do amor contra as exigências sociais do século XIX.

Ficha Técnica

  • Título: Grandes Livros
  • Tipo: Documentário
  • Produção: Companhia de Ideias
  • Ano: 2009

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.