Pesquisar

Árvores que tombam, planeta que agoniza

Todos os anos são abatidos dez milhões de hectares de floresta no planeta. Mesmo com as replantações em curso, por dia desaparece uma área equivalente à cidade de Paris. A União Europeia é um dos maiores importadores de produtos que alimentam o abate de árvores: soja, óleo de palma, carne de vaca e madeira.

As florestas, que cobrem 30 por cento da superfície terrestre, são um bem global. Garantem-nos o ar, purificam-nos a água, são a casa de povos indígenas, tal como o habitat de milhões de animais e plantas. Os “pulmões do mundo” retêm cerca de dois quintos de todo o carbono armazenado no planeta.

Fonte de riqueza económica, fornecem madeiras, combustíveis e alimentos, o que tem levado, em parte, à sua devastação. As florestas tropicais são as mais afetadas pelo desmatamento e os europeus são dos que mais contribuem para isso, particularmente através das importações alimentares.

Em 2020, a perda de zonas arborizadas no mundo foi superior a 100 quilómetros quadrados por dia, segundo informação das Nações Unidas. Na União Europeia, apesar das políticas de reflorestação mostrarem um crescimento das áreas florestais na última década, dados do Parlamento Europeu, revelam que há países, como Portugal, que continuam em défice.

Ficha Técnica

  • Título: Europa Minha (Dados Contados) - temporada 5, episódio 12
  • Tipo: Extrato de Programa
  • Produção: RTP
  • Ano: 2021

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui