Pesquisar

O Meu Livro - "A Metamorfose", de Franz Kafka

Como um sonho absurdo e fantástico, a transformação de Gregor Samsa num inseto é o acontecimento anunciado nas primeiras linhas desta história breve, escrita em 1912, em vésperas da Primeira Guerra Mundial começar. A metamorfose do homem no animal que o repugna é uma metáfora de Franz Kafka sobre a condição humana, uma reflexão sobre a opressão e a solidão. Se esta é uma das obras mais discutidas do autor checo, para o escritor Jaime Rocha é aquela que mais o inspirou. Aqui explica porquê.

Era ainda adolescente quando leu a primeira frase do conto que havia de o marcar para sempre: “Quando uma manhã Gregor Samsa acordou de sonhos inquietos, viu-se, na sua cama, transformado num monstruoso inseto”.

A narrativa crua e visual impressionou-o como leitor e, mais tarde, serviu-lhe de exemplo para o ofício de escritor. Para Jaime Rocha, a metamorfose do caixeiro-viajante, filho dedicado que trabalha para pagar as dívidas da família, homem cumpridor das suas obrigações, é, de alguma forma, uma síntese do próprio Kafka, o seu autor de culto.

 

 

Ficha Técnica

  • Título: Ler +, ler melhor
  • Tipo: Extrato de Programa Cultural
  • Autoria: Teresa Sampaio
  • Ano: 2013

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui