Pesquisar

O Banco Central Europeu

Banco central para a moeda única europeia, o BCE supervisiona os assuntos monetários dos países membros e monitoriza a estabilidade financeira das Bancas nacionais.

Todos os países têm um banco central que emite moeda, gere a política monetária e garante que o sistema bancário está oleado e a funcionar bem. Com a criação do Euro, os líderes europeus decidiram que a moeda única precisava de um banco central próprio.

Com sede em Frankfurt, este tem um Presidente, neste momento Mario Draghi, parte de um conselho executivo, que supervisiona assuntos quotidianos. Os seus membros são nomeados pelo Conselho, que escolhe também executivos de alto-nível.

O BCE é uma instituição oficial da UE, que supervisiona assuntos monetários dos 19 países da Zona Euro. É independente do controlo dos países, mas que presta contas ao público. O seu papel é manter a estabilidade dos preços na Zona Euro: deve manter a taxa de inflação próxima ou abaixo dos 2% e é exclusivamente responsável pela emissão de Euros e pela definição da política monetária da Zona Euro.

No pico da crise financeira, em 2008, o BCE navegou anos complicados. A crise abrandou e criou-se uma garantia contra futuras crises. A União Bancária harmoniza as regras para o setor financeiro e reforça a estabilidade financeira, para tornar a Banca à prova de crises. Esta coloca o BCE como supervisor prudencial central das instituições financeiras da Zona Euro.

 

Ficha Técnica

  • Título: O Banco Central Europeu
  • Tipo: Peça Multimédia
  • Autoria: Parlamento Europeu
  • Produção: © União Europeia
  • Texto: Parlamento Europeu

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui