Pesquisar

O difícil controlo das fronteiras europeias em 2015

O volume de migrantes a atravessar ilegalmente as fronteiras externas da União Europeia ascendeu, em 2015, a um milhão de pessoas. Este valor recorde obrigou a um trabalho redobrado para as forças policias e militares envolvidas nas operações da Agência Frontex.

O elevado número de conflitos que nos últimos anos afetaram países de África e do Médio Oriente causaram um êxodo maciço que colocou milhões de pessoas na rota da Europa com a esperança de encontrar paz e condições para criar a família.

Esta realidade colocou pressão redobrada nas fronteiras da União Europeia e na autoridades especialmente a partir de 2015 quando centenas de milhares de pessoas tentaram ultrapassar as fronteiras terrestres e marítimas perseguindo o sonho europeu.

Meios e homens da GNR, da Marinha e da Força Aérea portuguesas têm participado há mais de uma década na protecção das fronteiras europeias integrados em operações da Frontex,  a agência da UE que presta apoio a países membros e associados de Schengen na gestão das fronteiras externas, contribuindo para a harmonização do seu controlo.

Nesta reportagem pode ouvir o depoimento de Ana Cristina Jorge, Chefe da Unidade de Operações da Frontex.

Ficha Técnica

  • Título: Portugal na Frontex
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Sandra Claudino
  • Produção: RTP
  • Ano: 2016

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui