Pesquisar

Tomada de Cascais: o início da dinastia Filipina

Em 1580 as tropas castelhanas, comandadas pelo Duque de Alba, abriram um novo capítulo da História de Portugal. Milhares de homens conquistaram a vila de Cascais e derrotaram o improvisado exército do Prior do Crato na batalha de Alcântara. O trono português ficaria sessenta anos nas mãos dos Filipes de Espanha.

O problema da sucessão ensombrava a coroa portuguesa desde que D. Sebastião fora morto na desastrosa batalha de Alcácer Quibir, no verão de 1578. Ficaria o reino entregue ao tio, o cardeal D. Henrique por muito pouco tempo; dois anos depois o antigo inquisidor-mor do reino morre sem deixar herdeiros e sem nomear sucessor.

Vários pretendentes, todos com argumentos legais e disponíveis para o jogo político das influências, reclamaram o direito a sentar-se no trono português. Destacaram-se dois, quer pelos argumentos quer pela popularidade conseguida de forma espontânea ou instrumentalizada. De um lado, as pretensões de D. António, Prior do Crato que, apesar de ter nascido como bastardo, tinha a vantagem de ser o único varão dos filhos de D. Manuel I; do outro, o rei de Espanha, casado com uma das suas filhas.

Enquanto o povo rejeitava o soberano espanhol e estava ao lado do Prior do Crato, nobreza e clero apoiavam Filipe II, convencidos de que uma união ibérica seria a melhor solução para Portugal. Os motins populares chefiados por D. António sucediam-se, e quando este se fez aclamar rei em Lisboa, Santarém e Setúbal, o mais qualificado general de Espanha recebeu ordens para invadir o país. Foi assim que a esquadra espanhola comandada pelo Duque de Alba desembarcou no Cabo Raso e, quase sem resistência, tomou a vila de Cascais, derrotando a seguir o improvisado exército do Prior do Crato na Batalha de Alcântara

Em poucas semanas as aspirações do monarca mais poderoso da Europa concretizavam-se: Filipe II, rei de Leão e Castela, seria também Filipe I, de Portugal. Ficam os detalhes destes episódios que marcam o início da dinastia Filipina (1580-1640) com a historiadora Margarida Magalhães Ramalho.

 

 

  • Temas: História
  • Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário

Ficha Técnica

  • Título: Visita Guiada - Cidadela de Cascais
  • Tipo: Extrato de Programa Cultural
  • Autoria: Paula Moura Pinheiro
  • Produção: RTP
  • Ano: 2015

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Consulte a nossa Política de Privacidade.