Mais alunos na escola ucraniana após invasão do país
Ensino:

Uma escola para crianças ucranianas, com mais de uma década, viu o número de alunos duplicar em pouco tempo após a invasão da Ucrânia pelas forças russas, em fevereiro de 2022.

Portugal recebeu vários milhares de refugiados ucranianos após a invasão daquele país pelas forças russas e, entre eles, encontravam-se muitas crianças. Uma situação que foi possível conformar na escola ucraniana Oberig, em São João do Estoril – criada há duas décadas – que, no espaço de poucos dias, viu o número de alunos duplicar.

Esta escola funciona ao fim de semana e o seu objetivo é manter vivas, junto das crianças e jovens, a língua e a cultura ucranianas. Neste espaço encontram uma ligação ao seu país e contactam também com compatriotas que conhecem Portugal.

Dos milhares de refugiados que Portugal recebeu após fevereiro de 2022, a grande maioria são mulheres e crianças, até porque os homens em idade militar ficaram no país – por lei – para combater.

Nesta reportagem pode ouvir depoimentos de Ulyana Kucheras, Directora da Escola Ucraniana; Nataly, refugiada ucraniana; e Svitlana Hrinina, professora.

Temas

Ficha Técnica

  • Título: Escola Ucraniana em São João do Estoril
  • Tipologia: Reportagem
  • Autoria: Silvana Cunha/ David Freitas/ Luís Moreira/
  • Produção: RTP
  • Ano: 2021