Pesquisar

Mesquita: fé e símbolos do islão

A oração conjunta dos muçulmanos tem lugar nas mesquitas. São lugares de culto com uma arquitetura tradicional dos países árabes e onde não há lugar para imagens. A adoração é apenas dirigida a Alá, o Criador. A Mesquita Central de Lisboa é a maior em Portugal, onde vivem dezenas de milhar de fiéis do islão.

A Grande Mesquita, em Meca, a Mesquita do Profeta, em Medina e a Al-Aqsa, em Jerusalém são considerados os três principais templos sagrados do islão. Mesquita (no original árabe, masjid) refere o local de culto e deriva da acção do crente se prostar com a testa no chão enquanto faz as suas orações, em congregação, com mulheres e homens descalços e da cabeça tapada a ocuparem espaços distintos.

A deslocação do crente à mesquita tem dois momentos simbólicos: a purificação externa que se traduz na ablução (lavagem dos pés, mãos, braços e rosto) e a purificação interna, que é a oração a Deus (Alá) e que é um dos cinco pilares sagrados do islão. Trata-se de uma religião monoteísta assente no Alcorão, o livro classificado pelos fiéis como a palavra literal de Deus e na Sunna, que traduz os ensinamentos de Maomé, o último dos profetas.

Os templos islâmicos são marcados pela ausência de imagens e esculturas, sendo fundamental que se trate de um local limpo e construído virado para Meca, na Arábia Saudita, a principal cidade sagrada do islão. As referências do crescente e da estrela de cinco pontas, no exterior do edifício,  não são símbolos religiosos, mas sim referências dos países árabes.

Ficha Técnica

  • Título: NÓS - episódio 84
  • Tipo: Reportagem
  • Produção: RTP
  • Ano: 2013

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui