Pesquisar

Solna, a Cidade-Exemplo para Migrantes e Refugiados

Solna, uma cidade média da Suécia, tornou-se num exemplo de integração de refugiados e migrantes dentro da União Europeia. Ao adotar um modelo no qual os serviços públicos locais fazem a mediação entre a procura e oferta de emprego, contribui para um forte equilíbrio da economia e um processo de integração dos estrangeiros mais rápido e menos tenso.

Situada nos arredores de Estocolmo, Solna tornou-se nos últimos anos numa cidade-exemplo, ao criar um modelo de integração no mercado de trabalho para refugiados e migrantes. É conhecido como “Modelo Solna” e passa pela colaboração estreita entre os candidatos aos postos de trabalho e/ou estudo, o gabinete de emprego da própria cidade e os empregadores locais.

Ao facilitar a quem chega de fora esta procura de trabalho e acesso à educação, por forma a promover as competências destas pessoas em vez de as manter ao abrigo de subsídios, o Modelo Solna tem revelado que a integração é mais rápida, há mais pessoas a trabalharem e menos exclusão, o que alivia as tensões na comunidade.

O município tem criado medidas de apoio ao crescimento económico que, em simultâneo, contribuem para a sustentabilidade local. A cidade ajuda as empresas, logo espera que elas retribuam e apoiem a comunidade local. Uma forma de o fazerem é criando empregos adequados às pessoas que precisam de trabalho.

O Modelo Solna para migrantes e refugiados começou a funcionar em outubro de 2017. No ano seguinte, mais de 70 por cento dos participantes encontraram um emprego ou entraram no sistema de educação. De acordo com as estatísticas, a cidade regista a menor taxa de desemprego para residentes estrangeiros em toda a Suécia.

Ficha Técnica

  • Título: Europa Minha - temporada 5, episódio 6
  • Tipo: Reportagem
  • Autoria: Raquel Morão Lopes / Hugo Dinis Neves / Pedro Miguel Gomes
  • Produção: RTP
  • Ano: 2021

A RTP utiliza cookies no seu sítio para lhe proporcionar uma experiência mais agradável e personalizada. Saiba mais aqui